Maracujá!

Sítio web pessoal de António Manuel Dias e família

António

Foto do António

Nome:
António Manuel Mouta Pereira Dias
Data de nascimento:
23 de Março de 1966
Contacto:
Correio electrónico e identificador Jabber: ammdias(em)gmail.com
Utiliza, se o desejares, a minha chave pública (impressão digital: 1E43 5EE2 1D1E 8C36 6390 8899 CD28 DBF6 7695 5988) com o programa de encriptação de mensagens e assinatura digital GnuPG ou qualquer outro compatível com a norma OpenPGP.
Habilitações literárias:
12º ano de escolaridade (Biologia, Química, Matemática).
Habilitações técnicas:
Curso de técnico de electrónica, especialização em comunicações.
Experiência profissional:
Militar da Marinha de Guerra Portuguesa desde Maio de 1984; Técnico de electrónica, ramo de comunicações desde Julho de 1987. Programador de Informática para o INETI entre Outubro de 2000 e Julho de 2001.
Interesses:
  • Informática em geral e programação (linguagens preferidas: Python e C/C++);  Utilizador de software de código aberto e activista para a sua utilização e para a utilização de normas abertas para os documentos digitais.
  • Música — Cowboy Junkies (a melhor banda de todos os tempos :-), Pearl Jam, Pixies, Throwing Muses, Lone Justice/Maria Mckee, ‘Til Tuesday/Aimee Mann, Rádio Macau, Clã.
  • Ler — Ursula K. LeGuin, Elisabeth M. Thomas, Margaret Attwood, David Brin, Joan Vinge, Clara Pinto Correia… muita ficção científica, mas não só. O meu livro favorito — Os Despojados (The Dispossessed) da Ursula LeGuin.
  • Cinema — John Hughes, John Carpenter, Riddley Scott, James Cameron, Steven Spielberg, Francis F. Coppola… gosto de boas histórias e de bons contadores de histórias. Filmes favoritos: Perigo Iminente (Blade Runner) e O Clube (The Breakfast Club).
  • e também — teatro, fotografia, desporto, praia, sol…
Tendência política:
Segundo o Political Compass sou um “libertário de esquerda” (left-libertarian). Basicamente, defendo a liberdade individual e a responsabilidade/justiça social. Um bom princípio, para mim, seria o tipo de anarquismo do planeta Anarres, tal como descrito em “Os Despojados” da Ursula K. LeGuin.

Facebook

Comentar (RSS)  |  Trackback

6 comentários:

Em 24 de Setembro de 2009 às 15:36, rafael escreveu:

Gostei…eu sou um filho da escola,pois fui marinheiro ‘tanso”,e como bem disse da Escola de Marinheiros de Vila Franca de Xira….no tempo que se iniciaram as barras….há já algum tempo,nem notei que fossem tantos anos 1964…Fiquei tão orgulhoso de ter um filho da Escola dese gabarito, e relembrei-me…A Patria vos comtempla no velho leme da Sagres….mas se a Patria não comtemplou,eu sou feliz…..Parabens….veja se encontra outro filho da Escola…marreta ou não..um que vestiu branco como as virgens…as maés de santo ou as enferemiras orgulhosas…


Em 6 de Janeiro de 2010 às 17:38, vanessa escreveu:

Olá papá,

Só queria dizer que és o melhor pai do mundo, não do universo


Em 23 de Fevereiro de 2011 às 16:49, Epitácio Lemos escreveu:

Essa “World’s smallest political quiz” é demasiado cretina para a minha cabeça!… Eu considero-me comunista, mas deu-me “centrist”…


Em 23 de Fevereiro de 2011 às 18:59, António escreveu:

Epitácio: o objectivo do teste é mesmo esse, desconstruir o que as pessoas pensam sobre as suas posições indicando aquilo que corresponde na verdade às suas ideias. Portanto, das duas uma: ou não respondeste correctamente às questões ou consideras-te comunista mas ages como centrista.


Em 1 de Maio de 2012 às 21:24, Epitácio Lemos escreveu:

Olá António.
Esse quiz reflecte os preconceitos de quem o criou, como todos os quizes, e eu não sou obrigado a engolir o que ele me diz. Em particular, reflecte um panorama político que não é necessariamente o nosso panorama.
Por exemplo, segundo a lei do Texas, um “comunista” está proibido de concorrer a cargos eleitos do estado e não pode ser titular de um cargo não-eleito. A mesma lei define “comunista” como uma pessoa que cometeu um acto calculado com o objectivo de derrubar o governo pela força ou ilegalmente. Ironicamente, os estatutos do PCEUA dizem que advogar o usa da violência ou do terrorismo é motivo de expulsão do partido.
http://mltoday.com/subject-areas/struggles-for-equality/a-dirty-little-secret-in-texas-1353.html
Estás a ver qual é o problema dos rótulos?

Eu aprendi em Interfaces Pessoa-Máquina que as perguntas dos inquéritos não devem ser feitas na forma negativa. Cinco das dez perguntas desse inquérito estão feitas na negativa.


Em 25 de Setembro de 2012 às 22:36, O «Corrector» Ortográfico corrige para corretor | Bitaites escreveu:

[...] de língua portuguesa é uma das extensões obrigatórias no Firefox. É um excelente trabalho de António Manuel Dias, a quem muitos devem estar agradecidos por uma escrita com menos erros e gralhas.A última [...]


[Fonte RSS dos comentários a este artigo]

Comentar:

HTML permitido: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

*